Planos de Saúde Animal

Um plano de saúde para animais de companhia é uma forma de facilitar a prestação dos cuidados de saúde necessários aos seus animais.
Conheça a rede de parceiros e saiba mais em: www.saude-vet.pt

Estatuto Jurídico dos Animais

Estatuto Jurídico dos Animais 

O novo estatuto jurídico dos animais, que os reconhece como seres vivos dotados de sensibilidade e os autonomiza face a pessoas e coisas, entra em vigor a 01 de maio de 2017 (Lei nº 8/2017).

A legislação que altera o Código Civil, segundo o qual os animais eram "coisas", resultou de projetos de lei do PS, PAN, PSD e BE, que foram aprovados por unanimidade na Assembleia da República no dia 22 de dezembro de 2016.

A nova legislação reconhece os animais como "seres vivos dotados de sensibilidade e objeto de proteção jurídica", que "opera por via das disposições do presente código e de legislação especial".

Informações detalhadas aqui.

Check-ups anuais são essenciais à saúde dos nossos animais

Porque eles envelhecem muito mais rapidamente do que nós, e por isso os seus problemas de saúde também evoluem muito mais rapidamente;

Todos os animais adultos mesmo que aparentemente saudáveis precisam de um exame clínico pelo menos uma vez por ano para garantir que ele/ela está realmente de boa saúde e para prevenir ou detetar algum problema antes que este evolua;

Este exame anual, deve ser adaptado á idade e ao estado físico do animal, e entre vários procedimentos, é sempre feito é um exame físico completo a todos os “departamentos”: boca, olhos, pele, ouvidos, coração e pulmões; muitas vezes consoante as alterações deste exame físico, detetamos problemas que a seguir têm que ser avaliados com exames complementares de diagnóstico;

Esteja por isso atento à última vez que o seu amiguinho de 4 patas foi à nossa consulta veterinária e não espere que apareça algum sinal de doença para o fazer!

Higiene oral nos nossos animais

Higiene oral nos nossos animais 

Os nossos animais ao longo do tempo, vão tal  e qual como nós acumulando tártaro nos dentes.

O primeiro sinal que notamos é o seu mau hálito. Se observarmos a superfície dos dentes, vemos uma placa amarela acastanhada, podendo também estar associada uma inflamação nas gengivas.  

Caso não se comece logo a atuar, poderá ser inevitável a extração de dentes pela formação de abcessos.

 

 

 

 

 

 

Outro risco da acumulação de bactérias nos dentes, é que estas entram em circulação sanguínea atingindo órgãos como por exemplo o coração, provocando aí infeções secundárias que podem ser fatais.

A prevenção passa pelo uso de produtos de higiene da boca diários, e pelo uso de uma ração com grão adequado ao tamanho do animal; o uso do chamados “snacks” dentais são também uma ajuda. 

A partir dos 3 anos poderá ser necessário fazer uma destartarização. É um procedimento fácil e rápido, feito por ultrassons mas que necessita de um a administração prévia de uma tranquilização uma vez que devido ao barulho e aos jatos de água, se torna uma tarefa difícil fazê-lo com o animal acordado.